Open Insurance no Brasil

Open Insurance no Brasil: evolução e consolidação do Mundo Open

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Open Insurance no Brasil está avançando para a fase de compartilhamento de dados pessoais, dessa forma, a seguradoras terão de implantar o sistema de segurança da informação, bem como o de gestão do consentimento.

Assim como no Open Banking, o compartilhamento dos dados pessoais de clientes ou de serviços do escopo do Open Insurance depende do consentimento do usuário, ou seja, do dono do dado. Assim, o cliente deve concordar com o compartilhamento de dados ou de serviços para finalidades determinadas.

A primeira fase do OPIN, que deu acesso às informações dos produtos, já foi concluída. Dessa forma, neste momento está em operação a fase dois que é o carregamento de dados pessoais e produtos contratados.

Veja calendário atualizado publicado pela Susep:

As diretrizes sobre as regras e funcionamento do novo sistema foram publicadas pela Susep e estabelecerão condições para permitir que o consumidor acesse e compartilhe seus dados com outras seguradoras ou terceiros.

BENEFÍCIOS DO OPEN INSURANCE

A expectativa é que o Open Insurance no Brasil traga benefícios e facilite a vida dos consumidores ao ampliar o uso de diversos produtos de seguro e previdência. Isso se dará na prática com a possibilidade de agregar e comparar ofertas de diferentes seguradoras facilitando a tomada de decisão do cliente. Assim, a ideia é que as ofertas de seguros sejam mais competitivas em termos de custos e inovação.

Outra funcionalidade será o acesso automatizado e consolidado a canais e redes de atendimento relacionadas aos produtos, aos provedores de serviços, bem como às empresas vendedoras. Assim, o consumidor passa a entender melhor o que possui e tem a possibilidade de comparar facilmente as opções no mercado.

TEROS

Com esses cenários apresentados e o avanço do Mundo Open, surgiu a necessidade de se construir negócios voltados para os meios digitais, conectados e abertos. Entretanto, esse é um grande desafio, principalmente para empresas que possuem um grande número de sistemas legados, como é o caso de grande parte das seguradoras, que precisam estar prontas para quando finalizar o processo de implementação do Open Insurance no país.

É uma evolução natural dos setores da economia para atender a um consumidor que preza pela sua autonomia, pela transparência, bem como a segurança nos processos e por ofertas mais adequadas ao seu perfil, que possibilitem escolhas mais assertivas. 

Na Teros viabilizamos a integração e administração de fluxos de dados regulados (Open Finance, Open Insurance, Open Investments) e não regulados aos produtos e serviços da sua empresa, seja ela de qualquer setor.

Por meio do nosso middleware Teros Digital Platform, que funciona como um barramento de dados, tornamos possível a conversão de produtos ao Mundo Open, abrindo um mundo de oportunidades de novos produtos, melhorias de jornadas ou tomadas de decisão mais precisas no curso dos negócios como pricing, cobrança e direcionamento de vendas.

Então, quer saber mais? Baixe o nosso e-book no link abaixo.

Leia mais sobre o Mundo Open!

automação inteligente do pricing

Automação Inteligente de Pricing decide a venda em tempos de inflação

pricing automatizado no omnichannel

Pricing automatizado para o sucesso do omnichannel

Brasileiros confiam cada vez mais na LGPD e aderem ao compartilhamento de dados no Mundo Open